30.10.14

NISA: Memória(s) Política(s)


HUMOR EM TEMPO DE CÓLERA

Suite presidencial
Cartoon de Henrique Monteiro in http://henricartoon.blogs.sapo.pt

Comando Territorial da GNR de Portalegre comemorou Dia da Unidade




O Comando Territorial de Portalegre, da Guarda Nacional Republicana comemorou hoje, dia 29 de outubro, o seu dia festivo com uma cerimónia militar. Celebrando o 103º Aniversário da transferência da então 4ª Companhia Rural do Batalhão nº3 para a cidade de Portalegre, onde a Guarda se instalou em 1911 no Quartel no Convento de Santo Agostinho e onde ainda hoje se encontra. A celebração principal deste dia realizou-se na sede do Comando, não descurando as várias cerimónias em todos os Postos Territoriais do distrito.
Efetuou-se uma formatura geral com início da cerimónia às 11H30 e com o seguinte programa:
* Apresentação das forças em parada à Alta Entidade; 
* Revista às forças em parada; 
* Discurso do Comandante da Unidade; 
* Discurso do Exmº General Inspetor da Guarda Nacional Republicana; 
* Imposição de condecorações; Encerramento cerimónia.
No discurso do Exmº Comandante da Unidade, Tenente-Coronel Mário Parente Monteiro foi realçado o número de ações de patrulhamento, cerca de 48.000 no último ano, 2.080 inquéritos judiciais realizados e a concretização de 412 detenções. Nesse mesmo período ocorreram 808 acidentes de viação, que pese embora seja um número ligeiramente superior ao do período homólogo anterior, o número de vítimas registadas foi menor. Foi realçada igualmente a excelência do trabalho efetuado diariamente pelo efetivo, destacando a elevada competência profissional, que muito tem contribuído para que de forma mais eficiente seja garantida a segurança dos nossos concidadãos..
Presidiu à cerimónia o Exmº Inspetor da Guarda Nacional Republicana, Major-General Luís Filipe Tavares Nunes, que após o discurso do Comandante da Unidade endereçou uma mensagem alusiva ao evento, realçando o esforço e dedicação que todos os militares demonstram na prossecução da missão da Guarda.

Com esta cerimónia pretendeu-se não só recordar as ações e marcas históricas, que pelo seu significado justificam o motivo de orgulho de todos os militares que integram este Comando, mas também lembrar a toda a população do distrito que podem, como sempre, contar com a dedicação destes homens e mulheres, na defesa da segurança interna, da legalidade democrática e dos direitos, liberdades e garantias.

CASTELO DE VIDE: Comunicado do Corpo de Bombeiros



29.10.14

Colheita de sangue em Vale de Cavalos




A pouco e pouco aproxima-se o final das colheitas levadas a cabo, em 2014, pela Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Portalegre – ADBSP. A última brigada de Outubro teve lugar na sede do Grupo Desportivo Cultural Social de Vale de Cavalos (Alegrete). Compareceram 26 pessoas, entre elas sete do sexo feminino. E foram recolhidas 26 unidades de sangue.
Duas mulheres e um homem estrearam-se a doar nesta terra do Concelho de Portalegre.
O almoço convívio decorreu no local da colheita e contou com a colaboração da Junta de Freguesia de Alegrete e do Grupo Desportivo Cultural Social de Vale de Cavalos.
António Eustáquio, da ADBSP, agradece a todos quantos marcaram presença, notando apenas uma fraca adesão feminina. Salienta o facto de terem aparecido três novos dadores.
No Crato
As brigadas, da responsabilidade da ADBSP, são em sábados das 09.00 h às 13.00 horas. Até final do ano vamos estar ainda: No Centro de Saúde de Montargil (Ponte de Sôr) a 01 de Novembro); Nos Bombeiros do Crato a 08 de Novembro; Na Casa do Povo de Santo António das Areias (Marvão) a 15 de Novembro; No quartel dos Bombeiros de Monforte a 20 de Dezembro.
E desejamos encontrarmo-nos numa destas iniciativas que pomos em prática: a pensar em todos!
JR

FISENA faz o 1º ensaio em Nisa


A FISENA  – Filarmónica Sénior do Norte Alentejano - deixou de ser um sonho e um projeto no papel. No dia 25 de outubro, sábado, em Nisa, deu-se um passo muito importante em mais um projeto da Federação das Bandas Filarmónicas do Distrito de Portalegre. A Filarmónica Sénior contou com pouco mais de 20 elementos de algumas bandas (8 de Nisa, 8 de Crato, 4 de Campo Maior, 1 de Alegrete, 1 de Galveias e 1 de Alpalhão). O nível foi muito alto (marcaram presença 7 maestros a tocar) e as expetativas ultrapassaram largamente as previsões. O reportório é leve, composto à base de música ligeira (Supertramp, Europe, etc) e foi do agrado de todos. Os temas/arranjos foram compostos pelo conceituadíssimo maestro nisense, António Charrinho, um dos líderes do projeto, para além de outros maestros.
No próximo dia 22 de novembro, pelas 17.30h, no auditório da Filarmónica do Crato, terá lugar o 2º ensaio sendo que dos 23 presentes todos irão marcar presença. A banda/orquestra ainda necessita de mais alguns instrumentistas mas temos aqui um caso sério de sucesso, os presentes ficaram muito empolgados e o convívio foi excelente tendo terminado com a visita à exposição dos 170 anos da Sociedade Musical Nisense e com um animado lanche convívio. O ensaio inseriu-se na comemoração dos 170 anos da Banda de Nisa e o próximo também será no âmbito dos 170 anos da Filarmónica do Crato e terminará também com um lanche convívio.
Espera-se que desta vez estejam presentes os restantes elementos que mostraram vontade de participar mas que por várias razões não o fizeram, desde logo os elementos de Elvas, Castelo de Vide, Póvoa e Meadas, Galveias, Alter, entre outros. O projeto continua aberto a todos os músicos com mais de 25 anos que pretendam conviver e aprender mais. Os temas tocados também são apropriados para os músicos das duas orquestras filiadas na Federação (Santo Amaro e Ponte de Sor) e já há projetos para incluir viola, acordeon, piano (quiçá), voz...
Certamente, iremos ouvir falar mais vezes da FISENA!

VILA VELHA DE RÓDÃO: Autarquia entrega donativo ao Núcleo de Ródão da Liga Portuguesa Contra o Cancro

No âmbito do II Festival das Sopas de Peixe, que aconteceu em Vila Velha de Ródão a finais de setembro, a autarquia de Ródão entregou, simbolicamente, no dia 22 de outubro, um donativo no valor de 1.105 euros que reverteu integralmente a favor do Núcleo de Ródão da Liga Portuguesa Contra o Cancro.
Integrado no programa do II Festival das Sopas de Peixe a autarquia de Ródão introduziu três atividades: percursos pedestres; peixada solidária e convívio de pesca, cuja inscrição revertia para fins solidários. Cerca de 230 pessoas contribuíram para reunir este montante e assim apoiar de forma solidária a causa nobre como é a luta contra o cancro.
Luís Pereira, presidente da autarquia de Ródão, mostrou-se satisfeito com o sucesso da iniciativa que juntou mais de duas centenas de participantes e refere que «é nossa obrigação desempenhar um papel solidário, é um ato de cidadania, fazemo-lo com gosto e com sentido de responsabilidade». «Foi importante constatar a adesão das pessoas que quiseram contribuir para uma causa que juntou o fim solidário ao da prática desportiva e simples convívio», disse o presidente da autarquia.

NISA FUTSAL: Jogos em Novembro no Pavilhão Desportivo de Nisa


GNR: Identificação de suspeitos e recuperação de material em Campo Maior

No dia 27 de Outubro de 2014, cerca das 11h30, na área do Posto Territorial da GNR de Campo Maior, ocorreu um roubo por esticão, sendo a vítima um individuo do sexo masculino de 70 anos de idade.
O roubo foi perpetrado por dois indivíduos, ambos maiores de idade residentes no Bairro do Mártir Santo em Campo Maior que, após terem consumado o mesmo, de seguida se refugiaram no referido bairro.
Após terem tido conhecimento do sucedido, os militares do Posto Territorial de Campo Maior deslocaram-se de imediato, juntamente com elementos do núcleo de investigação criminal e dois binómios cinotécnicos de ordem pública, ao interior do Bairro do Mártir Santo.
Após diligências no local, conseguiram identificar e conduzir os indivíduos suspeitos às instalações policiais, tendo sido um dos indivíduos identificado e outro constituído arguido.

Portalegre, 28 de outubro de 2014.

NISA: Plano de Actividades e Orçamento Municipal para 2015 em discussão na 6ª feira


IMPRENSA REGIONAL: "Alto Alentejo" - edição de 29/10/2014


Encontro Nacional de Municípios com Centro Histórico em Lagos





Data: De 30 de outubro a 1 de novembro (de quinta-feira a sábado)
Hora: A partir das 9h00
Local: Centro Cultural de Lagos, Algarve
É já esta quinta-feira, 30 de outubro, que Lagos recebe o XV Encontro Nacional de Municípios com Centro Histórico. A iniciativa, que decorre até sábado, 1 de novembro, reúne um conjunto de representantes políticos, técnicos e especialistas que irão discutir os desafios que as cidades com centro histórico enfrentam atualmente. A crise financeira e os cortes de verbas para gestão dos centros históricos, as questões de harmonização da vida moderna e o risco sísmico são alguns dos temas em destaque no encontro.
Organizado pela Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico (APMCH) e pela Câmara Municipal de Lagos – com o apoio da empresa municipal Futurlagos –, a iniciativa integra um conjunto de visitas à cidade e que servem de mote para as sessões de debate. António Leitão Amaro e Manuel Castro Almeida, secretários de Estado da Administração Local e do Desenvolvimento Regional, respetivamente, já confirmaram presença no encontro que marca, também, a abertura oficial do período para apresentação das candidaturas ao Prémio Nacional de Arquitetura “Alexandre Herculano” (PNAAH, edição de 2014/2015). As inscrições podem ser realizadas até quinta-feira, 30 de outubro, através do link http://bit.ly/1rS06oN.
O XV Encontro Nacional de Municípios com Centro Histórico, decorre nos dias 30 e 31 de outubro e 1 de novembro, em Lagos, no Centro Cultural de Lagos (Rua Lançarote de Freitas, n.º 7).

28.10.14

HUMOR EM TEMPO DE CÓLERA

Amor de pai
Cartoon de Henrique Monteiro in http://henricartoon.blogs.sapo.pt

NORTE ALENTEJANO: Baja Portalegre 500 prestes a arrancar

A Baja Portalegre 500, a mais importante prova do Todo-o-Terreno nacional, está prestes a começar e com listas de inscritos de 88 Autos, 107 Motos, 71 Quads, 38 UTV/Buggy e 34 jovens na Mini Baja promete, uma vez mais, emoções fortes, principalmente quando estão em jogo vários títulos.
Entre os Auto as atenções centram-se na principal classificação da Taça do Mundo FIA de Ralis Cross Country, bem como no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. A prova do Automóvel Club de Portugal será decisiva para as aspirações de Vladimir Vasilyev e Nasser Al-Attiyah, em termos da competição FIA, e de Ricardo Porém e Miguel Barbosa no que toca ao absoluto do TT Nacional. Isto porque no que toca aos T2, Andrey Rudskoy já conquistou o título Mundial, enquanto Alexandre Franco é o Campeão Nacional.
Enquanto isso, nas Motos o embate mais esperado será Mário Patrão, vencedor da última edição da Baja e atual líder da geral, e António maio. Já no que respeita aos Quads, Roberto Borrego e Ricardo Carvalho são os nomes a acompanhar de perto. O primeiro luta para garantir o título e regressar aos triunfos em Portalegre, enquanto o segundo tem por objetivo inverter a desvantagem pontual no campeonato e estrear-se a ganhar na Baja. Decidido está apenas o cetro dos UTV/Buggy a favor de Jorge Monteiro.
Em termos de figurino a Baja Portalegre 500 apresenta um programa em tudo semelhante ao de outros anos. A quinta-feira dia 30 de outubro será reservada às Verificações Técnicas e Administrativas, com a sexta-feira, 31 de outubro, a ser palco do Prólogo 5,52 km para os Carros e Motos, enquanto o sábado, 1 de novembro, será o dia de todas as decisões. Os Automóveis terão pela frente dois Setores Seletivos de 200,4 e de 212,6 km, enquanto as Motos disputam apenas um, mas com 380 km cronometrados.
Contudo, a edição deste da prova apresenta um pequena alteração face ao ano passado. No sábado, o SS3 dos Autos, a realizar da parte da tarde, e o SS2 das Motos, com início de manhã, têm a partida no Crato e, como sempre, a chegada em Portalegre. Já o Prólogo de sexta-feira e o SS2 dos Autos, na manhã de sábado, mantém-se inalterados, o mesmo acontecendo com a Mini Baja que, pelo quarto ano consecutivo, faz parte do programa da Baja Portalegre 500.
Estão assim lançados os dados para o que promete ser uma jornada absolutamente emocionante, onde o mais pequeno erro pode custar muito caro aos pilotos e onde o público terá certamente muitos motivos para marcar presença.

MARVÃO: CIMAA promove workshop sobre Turismo Sustentável

A CIMAA organiza o 2º Workshop Provere InMotion, Alentejo, Turismo e Sustentabilidade, no próximo dia 6 de Novembro.
O evento, em parceria com o Município de Marvão, conjuga uma manhã de caminhada num percurso integrado na Rede Alentejo Feel Nature (Marvão-Portagem) e uma tarde de seminário.
A Comunidade Intermunicipal solicita aos interessados a confirmação da presença até ao dia 3 de novembro, para o mail .

27.10.14

MARVÃO: XXXI Festa do Castanheiro - Feira da Castanha

 Nos dias 8 e 9 de Novembro, o Município de Marvão promove a XXXI Feira da Castanha – Festa do Castanheiro. Neste grande evento, apelidado como o mais autêntico e genuíno do País, o Município pretende homenagear uma espécie endémica da região, o Castanheiro, e o seu fruto, a Castanha. Todos os anos, no segundo fim-de-semana de Novembro, Marvão transforma-se na montra do mundo rural, como forma de dar a conhecer o que de melhor se produz no concelho.
Voodoo Marmalade actuam em Marvão
Está confirmado o primeiro espectáculo musical para a Feira da Castanha 2014. Sábado, dia 8 de Novembro, os Voodoo Marmalade atuam no Palco do Largo do Terreiro, a partir das 16h. Composta por nove elementos, esta banda descreve-se como uma “hipnotizante odisseia musical pelos mais variados estilos musicais”.
Sinopse:
"Uma hipnotizante odisseia musical pelos mais variados estilos musicais. Tudo em originais versões acústicas recheadas de boa energia e temperadas pela magia de ukuleles, de um ukulele-baixo e percussão. A juntar ao ensemble instrumental adicionamos as vozes de todos os elementos dos Voodoo Marmalade, cada uma com a sua característica, personalidade e assinatura pessoal. Vozes que cantam, harmonizam e encantam.
Editaram, recentemente, o seu álbum de estreia (homónimo) com dezanove músicas originais. Mas o que distingue os Voodoo são mesmo as suas actuações ao vivo.
Um espectáculo dos Voodoo Marmalade é hipnotizante e cativante. Pela quarta música já todos estão sob o efeito da magia Voodoo. E acreditem, quanto maior a audiência, maior o feitiço. Esta marmelada vicia".
Cornalusa vão animar a Feira da Castanha
Ao longo do dia 9 de Novembro, assista aos espectáculos dos Cornalusa, nos vários Magustos espalhados pela vila de Marvão. Os Cornalusa são um ensemble musical que, desde 2006, tem vindo a participar na maioria dos eventos de recriação histórica do País, e vão actuar pela primeira vez na Feira da Castanha.
Os Cornalusa combinam melodias antigas com harmonias e ritmos “dos nossos tempos”. Nesta perspectiva, o propósito da banda não é apresentar ao espectador a recriação histórica absoluta, mas proporcionar uma interpretação exclusivamente original daquilo que poderia ter sido, mantendo sempre um ouvido atento ao que consideram ser o aspecto mais importante, a música.
“Aliando o som pungente da gaita de fole ao doce tinir das cordas, os Cornalusa fazem ressurgir, adequando a uma estética actual, melodias de tempos idos. Com composições ritmadas e harmoniosas, apresentam um espectáculo onde o movimento e a energia são uma constante”.

Empresas e município de Ródão são exemplo de cooperação económica e social

No discurso proferido, no 43º aniversário da Celtejo, o presidente da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, Luis Pereira, destacou o papel da empresa no desenvolvimento Vila Velha de Ródão mas, igualmente, o seu contributo para o progresso da região e do país.
Destacou em especial o período correspondente aos últimos 3 anos, reconhecendo no rumo que a empresa tomou após a sua privatização, diferenças substanciais que lhe deixam a convicção de estarmos perante “uma empresa com futuro, uma referência no tecido empresarial nacional e que está aqui para contribuir para o desenvolvimento da região”.
Luís Pereira realça ainda a realidade de uma empresa que considera ter percebido e assumido qual o seu papel na sociedade, “ação que ultrapassa em muito o objetivo de produzir, apenas, riqueza para os seus acionistas, mas que encarnou o objetivo da responsabilidade social em que as empresas têm que ter a consciência de que devem corresponder, de forma voluntária, para uma sociedade mais justa e para um ambiente mais limpo”.
Estas premissas de modernidade tinham sido claramente explicitadas na apresentação efetuada pelo administrador, Carlos Coelho, na sessão de abertura da cerimónia comemorativa do 43º aniversário da Celtejo, empresa que desenvolve com Vila Velha de Ródão e as suas instituições locais, um exemplar relacionamento de cooperação, promotor de confiança e de estímulo para um melhor desempenho.
A realidade económica do município de Vila Velha de Ródão mereceu ainda um destaque comparativo face à maioria dos concelhos do país, especialmente pelo ambiente económico positivo que aqui se vive e onde a Câmara Municipal manifesta capacidade para dar resposta aos desafios das empresas. Cita o exemplo da empresa AMS Star Paper Br, também ela do setor do papel, que aqui se instalou contando com o total apoio do município que, num período de tempo extremamente curto, teve a capacidade para disponibilizar terrenos e alterar os planos de ordenamento de modo a assegurar as condições de instalação da unidade fabril que, investiu num projeto hoje responsável por 150 postos de trabalho e que está atualmente em fase de ampliação prevendo-se o aumento de 70 postos de trabalho.
Vila Velha de Ródão constitui, nas palavras do presidente da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, “talvez em todo o interior um exemplo diferenciador em relação à realidade que se verifica nos restantes concelhos, em que as câmaras municipais e as instituições representativas da economia social são os principais promotores de emprego. Em Vila Velha de Ródão duas empresas, referências importantes nas suas áreas, promovem o desenvolvimento económico e geram emprego.”
Estes constituem bons exemplos do papel de uma câmara municipal, da sua capacidade para captar investimento e colaborar com as empresas no desenvolvimento económico do país.
LEGENDA FOTO - Oferta de robot de cozinha. Da esquerda para a direita: Luis Pereira, presidente da autarquia de Ródão, Olga Fernandes, vice- provedora da Santa Casa da Misericórdia de Ródão e Carlos Coelho, administrador Celtejo

PONTE DE SOR: Exposição de pintura de Patrícia Herédia

Paisagens é o tema da exposição de pintura de Patrícia de Herédia, que inaugura no sábado, 1 de novembro, às 17:00 h, no Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor, numa parceria entre o Município de Ponte de Sor e a Fundação das Casas de Fronteira e Alorna.
“Porque existe de facto um saber não sabido, aquilo que não sabemos saber daquilo que sabemos”.
Podemos descobrir nesta série de trabalhos de Patrícia Herédia lugares transitados da nossa memória. Paisagens ou locais que habitámos e retivemos mediante uma emoção inesperada.
As horas, os dias, e os meses são percetíveis no conjunto de peças exposto. A impressão sensorial de calor, frio, vento ou acalmia. Tudo é imaginável através da virtude do gesto nestas pinturas.
Uma hora antes, 16:00 h, conferência pelo Prof. Dr. António Feijó subordinada ao  tema “ Regime Democrático e Educação”.
A mostra vai ficar patente, no CAC, até 16 de janeiro de 2015.

O Benfica perdeu, mas Dilma venceu!







Nem só de tristezas se compôs o último domingo de Outubro. O meu Benfica perdeu pela primeira vez no campeonato e nem sequer falo da vergonhosa arbitragem. Mas, em compensação, do outro lado do Atlântico, no meu Brasil brasileiro e português, a vitória nas eleições presidenciais de Dilma Rousseff encheu-me de alegria e de esperança. Dilma é uma vencedora, numa vitória da determinação e em que soube manter-se sempre firme, não vacilando frente aos ataques violentos e nojentos de que foi alvo por parte de alguma mídia com destaque para a revista "Veja", uma das mais lidas no Brasil.
A vitória de Dilma é a vitória do Brasil popular, do povo das favelas e do nordeste, dos espoliados e dos deserdados da sorte e da vida.
Dilma vai estar mais quatro anos no Planalto e os brasileiros vão continuar a reassumir a dignidade perdida por anos de ditadura e de um ultra-liberalismo de que os Aécios que por aí proliferam são os "pontas de lança".

FUTSAL: Campeonato Distrital de Seniores

 Disputou-se a 5ª jornada do campeonato distrital de seniores de futsal, prova em que participa a equipa do Nisa Futsal Clube. O emblema nisense disputou apenas dois jogos (tem três em atraso e para acertar o calendário) ocupando o 6º lugar na classificação com quatro pontos, correspondentes a uma vitória 8-5 em Fronteira e a um empate 2-2 frente ao SIR Elvas actual guia da classificação.
Resultados da 5ª Jornada
Póvoa e Meadas - Nisa Futsal Clube (Adiado, devido à participação da equipa povoense na Taça de Portugal)      
Arenense, 5 Terrimponente ACDR, 5
Gavionenses, 2 SIR Elvas,6   
Belhó Elvas, 3 Fronteirense,2
PRÓXIMA JORNADA - 2014-11-01
Póvoa Meadas - Terrimponente ACDR
SIR Elvas - Arenense                   
Fronteirense - Gavionenses               
Nisa Futsal Clube - Belhó Elvas

26.10.14

NISA: Excursão ao jogo Académica - Benfica (30 Novembro)


OPINIÃO: Alto Alentejo 2014-2020

Hoje, neste espaço de opinião pretendo abordar um documento que se encontra em fase de discussão pública, até ao fim do mês de Outubro de 2014, intitulado de “ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL, ALTO ALENTEJO 2020” – versão preliminar, tendo como promotor a CIMAA – Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo. Em primeiro lugar, convém esclarecer os leitores mais distraídos, que a CIMAA é uma entidade intermunicipal composta pelo conjunto dos Municípios do Alto Alentejo, a que corresponde a Unidade Territorial Estatística de Nível III (NUT III). E, ao contrário do que seria de esperar, nestes últimos tempos tem desenvolvido uma atividade bastante intensa, indo desde a Constituição do Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Intermunicipal do Alto Alentejo (CEDIAA), estabelecendo contactos para a implementação do sistema de controlo, gestão e monitorização da iluminação pública, ou mesmo, apoiando e dinamizando alguns eventos de carater desportivo e cultural na região. Revelando-se como a verdadeira entidade supramunicipal, que faz falta no panorama regional, para desempenhar o papel que originalmente estaria reservado para as regiões administrativas, em sentido lato, e que é bastante relevante na elaboração e definição das grandes opções estratégicas.
Quanto ao documento propriamente dito, encontra-se o mesmo dividido em duas partes ao longo de 145 páginas: Parte A – “ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO E PLANO DE AÇÃO” (da pag.9 até 74); Parte B – “DIAGNÓSTICO PROSPETIVO ALTO ALENTEJO 2020” (da pag. 77 até 143).
No meu entender, e apesar de ser uma versão preliminar, a qual ainda será objeto de retificações, certamente, apresenta-se em linhas gerais muito tendencioso. E, passo a explicar, descreve de forma muito pormenorizada os vários planos e ações previstos para o eixo Portalegre/Elvas/Campo Maior, deixando para trás os restantes concelhos, fazendo apenas pequenas referências, que não podiam mesmo ser deixadas de mencionar.

Uma das provas mais evidentes daquilo de que vos falo, diz respeito ao concelho de Nisa, onde não é abordado, em nenhum ponto do documento, a ligação transfronteiriça (ponte Montalvão-Cedilho) a qual é crucial para o desenvolvimento deste concelho, e mesmo as referencias às potencialidades como as termas ou o rio Tejo (com 43 Km, para explorar) são muito ligeiras. Um outro ponto que gostaria também de ver explanado neste documento, com mais enfase, é a questão que diz respeito à mobilidade e à rede de transportes públicos, praticamente inexistente, e para a qual não são apresentadas soluções alternativas às existentes.
Em jeito de conclusão, podemos acrescentar que, esta versão preliminar, deve ser objeto de uma revisão, a fim de melhorar alguns pontos, já que o documento atual reflete, e muito bem, de forma bem vincada as propostas dos autarcas mais ativos nesta etapa.
Como o processo se encontra em fase de consulta pública, devemos participar, é nosso dever como cidadãos, contribuindo de forma ativa, enviando as sugestões e comentários para o correio electrónico: planeamento@cimaa.pt 
JOSE LEANDRO LOPES SEMEDO

POEMA PARA UM DOMINGO

LIBERTAÇÃO
Menino doido, olhei em roda, e vi-me
Fechado e só na grande sala escura
(Abrir a porta, além de ser um crime,
Era impossível para a minha altura...)

Como passar o tempo? E diverti-me
Desta maneira trágica e segura:
Pegando em mim, rasguei-me, abri.
parti-me,
Desfiz trapos, arame, serradura...

Ah, meu menino histérico e precoce!
Tu, sim!, que tens mãos trágicas de
posse
E tens a inquietação da Descoberta!
O menino, por fim, tombou cansado;
O seu boneco aí jaz esfarelado...
E eu acho, nem sei como, a porta
aberta!
José Régio – “Poemas de Deus e do Diabo”

24.10.14

POSTAIS DO CONCELHO: A Banda Municipal de Nisa em 1940

A foto fez a contracapa da edição nº 97 do “Jornal de Nisa” publicada no dia 12 de Dezembro de 2001 e representa a Banda Municipal de Nisa – Fotografia tirada em 25 de Fevereiro de 1940 no quintal da D. Adelina Ferreira Pinto, com a seguinte composição:
1º Plano (1ª Fila, em baixo) : Abel Marques Figueiredo (bombo), Manuel Maria Sales (trompete), António Ramos Charrinho (caixa), Carlos do Rosário Figueiredo Pação (requinta), António da Graça Ribeirinho (caixa), Miguel Maria Póvoa (trompa) e Adelino Canatário (pratos).
2º Plano – João Augusto da Piedade Cebola (clarinete), José da Graça Macedo (clarinete) Adelino do Rosário Ramos (clarinete), Mário Dinis Bicho, Dr. José Carvalhais de Barros Gouveia, Aníbal Dinis Vieira e António da Graça Paralta (membros da drecção), António de Oliveira Correia (clarinete), Luís do Rosário Matias (saxofone-soprano) e Abílio Dinis Porto (barítono.
3º Plano – João Figueiredo Diogo (contrabaixo), Luís Gonçalves Neves (barítono), João de Matos Bizarro (trombone), João da Cruz Charrinho (contrabaixo), José da Cruz Esteves (saxofone tenor), José Fernandes (maestro), José da Gama de Matos Serrano (saxofone-barítono), Joaquim Maria Bicho (saxofone), Benjamim da Cruz Corga (trompete), e Joaquim da Cruz Beato (trompete).
4º Plano (Última fila, em cima) – José Figueiredo Reizinho (trombone), João Maria Cigano (trompete), Tomás Dias Semedo (trompa), António Cardoso (saxofone), Teófilo Gomes Guerra (saxofone), António do Rosário Louro (clarinete), Júlio Bento (trombone), Luís Filipe do Rosário Marquês (clarinete), José Curado Amaro (trompete) e Ciríaco Alexandre Dias (trombone).

23.10.14

HORA DE INVERNO: De sábado para domingo atrase o relógio uma hora

Mudança da Hora – 26 Outubro 2014
No dia 26 de Outubro de 2014, tem início o período de “Hora de Inverno”.
Os relógios irão ser atrasados 60 minutos às 2h00 da madrugada de Domingo em Portugal continental e na Região Autónoma da Madeira, passando para a 1h00.
Na Região Autónoma dos Açores a mudança será feita à 1h00 da madrugada de Domingo, dia 26 de Outubro, passando para a meia-noite (00h00).

AMIEIRA DO TEJO recebe no domingo, grupo de caminheiros de Castelo de Vide

No próximo Domingo dia 26 de Outubro, o grupo de caminheiros Gatos Estafados, de Castelo de Vide, vai caminhar na zona da Amieira do Tejo, e ainda "saborear a sopa de peixe", conforme tinha sido planeado "já desde o inicio do ano".
"Esta caminhada é apenas para membros dos Gatos Estafados, e o almoço não terá qualquer custo para os membros habituais". Mas no entanto, os interessados membros "devem inscrever-se até amanhã, dia 24 de manhã (Sexta feira), pois teremos que confirmar o número exacto de comensais, pois com não há restaurante no local, as refeições são asseguradas, numa associação da localidade"

Sindicato denuncia: "200 trabalhadores da ULSNA recebem vencimento abaixo do salário mínimo nacional"

O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul denunciou hoje que cerca de 200 trabalhadores da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano vão continuar a auferir vencimentos abaixo do salário mínimo nacional.
De acordo com uma circular da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) não haverá lugar a qualquer atualização remuneratória no caso dos contratos individuais de trabalho com uma carga horária de 35 horas semanais.
No mesmo documento é explicado que os trabalhadores cujos contratos comportem uma duração de trabalho semanal inferior a 40 horas têm direito à retribuição base de 505 euros mas apenas na proporção do respetivo período normal de trabalho, sendo que a remuneração correspondente a um horário de 35 horas semanais é de 441,88 euros.
Em declarações à Rádio Portalegre, o dirigente sindical, Jorge Ventura, disse que esta medida é “vergonhosa e ilegal”, e que “vem perpetuar o ataque aos trabalhadores que menos ganham”.
in "Gabriel Nunes/Rádio Portalegre