8.7.17

Ultreia Diocesana sob a luz da mensagem de Fátima






A Ultreia Diocesana do Movimento dos Cursos de Cristandade realizou-se, no dia 25 de Junho, em Castelo Branco, nos espaços da Escola Afonso de Paiva que foram generosamente cedidos para o efeito.
O acolhimento decorreu a partir das 10-00 horas, no amplo átrio da escola e no bar dos alunos, onde havia sumos e bolos à disposição. Às 10-30, já no auditório, iniciou-se o dia com a saudação aos participantes, pela responsável do núcleo de escola de Castelo Branco, Maria Edite Martins e pela presidente do secretariado diocesano, Lucília Miguéns, a que se seguiu a oração da manhã, preparada pelo núcleo anfitrião, e orientada pelo diretor espiritual do Movimento dos Cursos de Cristandade, padre Adelino Cardoso.
 Seguiu-se a conferência “A Atualidade da Mensagem de Fátima”, pelo Prof. Doutor Jacinto Faria, da Universidade Católica, cuja apresentação esteve a cargo do diretor espiritual do MCC, que salientou alguns pontos do seu vasto curriculum, nomeadamente o facto de ser o Assistente Mundial dos Casais de Nossa Senhora.
Após contextualizar as Aparições de 1916 e 1917 - num mundo em guerra e em manifesto afastamento de Deus - o conferencista apontou e aprofundou, o que considera serem os três elementos essenciais da mensagem de Fátima: O Mistério da Trindade; A Eucaristia e A consolação de Deus.
Abordou ainda a questão do “Segredo de Fátima” e referiu também o significado e a importância da promessa de Nossa senhora, quanto aos primeiros sábados: Um dia especial para pensar nos outros e “Consolar” Deus.
Após o almoço, houve um belíssimo apontamento musical, proporcionado pelos professores da ESART de Castelo Branco, José Filomeno Raimundo (Pianola) e Pedro Ladeira (Clarinete) a que se seguiu um breve PowerPoint com imagens legendadas, da Ultreia Mundial em Fátima.
 A ULTREIA, iniciou-se logo a seguir à constituição da mesa, a que já presidiu o nosso bispo Don Antonino. Foi rolhista João Martins do Núcleo de Castelo Branco, que de forma inovadora e usando as novas tecnologias, interagiu com a Assembleia e deu testemunho da sua vivência cristã. Houve ressonâncias dos vários núcleos e uma palavra final de Dom Antonino.
A Ultreia Diocesana culminou na Sé de Castelo Branco, com a Celebração Eucarística presidida por Don Antonino e solenizada pelo Orfeão de Castelo Branco, Grupo Coral de Proença a Nova e Filarmónica da Sertã.