3.4.17

Tributo a Adriano Correia de Oliveira na Academia de Santo Amaro


No próximo dia 9 de Abril, pelas 17 horas na Academia de Santo Amaro, vários amigos vão celebrar os 75 anos do nascimento de Adriano Correia de Oliveira, que ocorreu em 9 de Abril de 1942, na cidade do Porto. Faleceu com apenas 40 anos, mas deixou uma importante obre musical que queremos manter na memória colectiva.
José Niza disse sobre Adriano:
“Adriano era o Salgueiro Maia da revolução dos cravos, que as suas canções ajudaram a fazer.
Ele andou com elas comos e fossem carros de combate que naquela noite de Abril saíram de Santarém. Sem medo, como Salgueiro Maia”.
Teremos música e poesia, com muitas imagens e um pequeno filme sobre este importante cantautor.
Para alguma informação adicional: Vitor Sarmento- 914887468
Vão constar no repertório:
Canção com lágrimas
Capa negra
Pensamento
Canção tão simples (Quem poderá domar ...)
Tejo que levas a s águas
Saudade Pedra e Espada
Lágrima de preta
Canção terceira
História do Quadrilheiro Manuel Domingos Louzeiro
Trova do amor Lusíada
Menina dos olhos tristes
Fala do homem nascido
Elegia
Cana verde
O senhor Morgado
Roseira Brava
Rosinha
Vira velho
Trova do vento que passa