3.2.17

Santa Casa da Misericórdia de Portalegre proporciona terapia aquática para crianças e adultos

As atividades vão desde a adaptação ao meio aquático, natação para bebés, até a Hidroterapia e são destinadas não só a Utentes e Colaboradores, mas também à comunidade
A Santa da Misericórdia de Portalegre vai dar início a uma série de atividades de terapia aquática, programadas por vários técnicos especializados, que vão ter lugar no seu equipamento mais recente: o tanque terapêutico concluído com o financiamento atribuído pelo Fundo Rainha D. Leonor.
A primeira atividade a iniciar será a Adaptação ao meio aquático e destina-se a crianças entre os 3 e 6 anos de idade que frequentem o Centro Infantil de São Lourenço. Esta atividade irá realizar-se uma vez por semana, sob a orientação do Professor Duarte Alegria, formado em Educação Física com especialização em Natação, e terá uma duração de 45 minutos.
Pretende-se com esta iniciativa contribuir para a adaptação ao meio aquático, iniciar as técnicas da natação, promover a autonomia e auto confiança e o desenvolvimento de competências motoras das crianças.
Seguem-se as aulas de natação para bebés, abertas à comunidade, e que juntam pais e filhos com o objetivo de promover a segurança dentro de água, fortalecer a relação entre a criança e a mãe, pai ou outro familiar, fazer a adaptação ao meio aquático, ser uma via de articulação entre a comunicação e a socialização e desenvolver competências na criança através do jogo e da música. Estas aulas destinam-se a crianças entre os 6 e os 36 meses, realizam-se uma vez por semana, aos sábados de manhã, e são orientadas pela Psicomotricista Emília Salgueiro, especializada em natação para bebés e psicomotricidade em meio aquático na primeira infância. Terão a duração de 30 minutos.
Ao longo de 2017 serão também realizadas duas vezes por semana, outras atividades abertas à comunidade sob a orientação das Técnicas especializadas da Instituição: Inês Vidigal, Fisioterapeuta, e Cristina Sabino, Técnica de Reabilitação Psicomotora, como é o caso das atividades aquáticas para adultos com o objetivo de promover o estado de relaxamento e bem-estar, utilizando as características da água: densidade, flutuação e resistência e também com o objetivo de promover saúde, qualidade de vida e a prático de exercício físico. Serão também realizadas sessões individuais de Hidroterapia destinadas a utentes e à comunidade, com o objetivo de reabilitar e recuperar lesões.
As instalações do tanque terapêutico possuem condições específicas para a prática das atividades, pois a água encontra-se a uma temperatura entre 30º a 32º, num ambiente aquecido. Estão equipadas com material didático específico e cadeira hidráulica, para pessoas com mobilidade reduzida. Possuem ainda balneários, 2 chuveiros, cacifos, fraldário e uma casa de banho.
Os preços das atividades vão desde os 12 aos 35 euros.
O facto de as atividades serem específicas e dirigidas a um pequeno grupo de utilizadores, permite tirar o maior proveito das aulas pois não existem atividades a decorrer em simultâneo, beneficiando-se assim de grande privacidade e atenção por parte dos técnicos especializados.
 O Tanque Terapêutico
A Santa da Misericórdia de Portalegre recebeu em 2016 perto de 30.000€ do Fundo Rainha D. Leonor, resultante da aprovação de uma candidatura que teve como objetivo a conclusão do tanque de terapia aquática das suas instalações, no âmbito da obra de remodelação e ampliação do seu edifício sede.
Com este contrato de financiamento assinado pelo Provedor da Santa Casa de Portalegre e o Provedor da Santa Casa de Lisboa, foi possível concluir este importante projeto que, irá agora, contribuir para a melhoria da qualidade de vida e saúde da população.
Fundo Rainha D. Leonor
O Fundo Rainha Dona Leonor foi criado em 2014 pela Santa Casa de Lisboa e pela União das Misericórdias Portuguesas para apoiar projetos que estão parados por dificuldades de financiamento.
Os contratos de financiamento das Misericórdias que se candidataram ao Fundo, entre elas Portalegre, preveem na maior parte dos casos, obras de reabilitação, remodelação ou finalização de lares para idosos e centros de dia.